Alguns mitos do mundo da informática

Amigos,

Abaixo segue algumas curiosidades do nosso ramo de mercado:

Desde que somos pequenos, ouvimos muitas coisas que nos fazem crescer com medo de outras tantas, “engolir o chiclete faz o estômago colar”, por exemplo. E quando o assunto é tecnologia, isso também é verdade. Afinal de contas, qual avó nunca reclamou do videogame por achar que ele poderia estragar a televisão da sala?

Vamos aos itens:

- TVs de plasma são ultrapassadas - MITO: Muitas vezes, o brilho e a qualidade de imagem de painéis de plasma podem superar os dos de LCD (incluindo aí as de LED e OLED, que são LCD com iluminação diferente). "Plasma é só outra tecnologia, que não é tão barata porque o LCD conseguiu economia de escala absurda".

- Você pode ser rastreado pelo celular - VERDADE: Operadoras têm capacidade para recolher dados que podem indicar tanto a localização quanto as ligações feitas por um usuário. As empresas, porém, só têm autorização para rastrear clientes em casos específicos, quando há ordem judicial.

- Cartuchos genéricos ou remanufaturados danificam impressora - DEPENDE: Não se recomendam os remanufaturados porque "podem desgastar a cabeça de impressão", mas não vê problemas em produtos novos que não sejam do fabricante da impressora. "Há boas marcas alternativas".

- Cabos de grife melhoram qualidade do áudio e vídeo - MITO: A diferença de qualidade de um cabo é sensível até certo patamar, que geralmente não passa dos R$ 100. "Acima disso, é só rótulo, grife".

- Carros e geladeiras conectados poderão ser invadidos - VERDADE: Qualquer aparelho conectado à rede é suscetível a ataques. "Há conceitos que mostram que smart TVs e carros podem ser controlados por um invasor".

- Comprar com boleto é menos arriscado que usar cartão de crédito - MITO: "Há ataques e ameaças em qualquer forma de pagamento. No ano passado, por exemplo, um vírus que adulterava boletos foi distribuído no Brasil. "O ponto é questionar em quais sites fazemos a compra, se a página é confiável e se o computador ou dispositivo está protegido contra malwares".

- É melhor esgotar pilhas e baterias antes de recarregá-las - DEPENDE: Baterias de lítio, como as de notebook, celulares e tablets, não sofrem com "vício" pela descarga ou pela recarga incompletas, diferentemente das de níquel-cádmio, tecnologia presente na maior parte das pilhas recarregáveis.

- Deve-se clicar em 'remover' antes de tirar pen drive do PC - VERDADE: De acordo com a fabricante Sandisk, o usuário deve seguir as instruções de remoção do sistema operacional. "O dispositivo pode estar ativo mesmo que não pareça. Desconectá-lo pode corromper informações".

- Desbloqueio de celular é ilegal - MITO: No Brasil, desbloquear o aparelho para uso em outra operadora é obrigação das empresas de telefonia. Já o "jailbreak", abertura do sistema do celular que permite instalar aplicativos não oficiais, tampouco é contra a lei por aqui, diferentemente de nos EUA. "Mas baixar conteúdo pirateado depois de fazer 'jailbreak' é ilegal".

- Manter o laptop conectado à energia estraga a bateria - DEPENDE: O uso sob temperatura inadequada diminui a vida da bateria - o ideal é entre 10ºC e 35ºC. Carregar e usar o aparelho ao mesmo tempo pode causar calor em excesso. Uma dica é tirar a bateria com cerca de 50% da carga e só recolocá-la quando tirar o note da tomada.

- Limpar a lixeira apaga os arquivos permanentemente - MITO: O único jeito de garantir que sejam realmente apagados é usar ferramentas específicas que sobrescrevem os dados. "Quando mandamos um arquivo para a lixeira, apagamos da lixeira ou formatamos, estamos apenas removendo a indicação para o sistema de arquivos, mas o conteúdo dele ainda está armazenado ali no hardware".

- Fechar os aplicativos no smartphone aumenta a duração da bateria - VERDADE: Por mais que as versões mais recentes do Android (sistema operacional do Google) e do iOS (da Apple) tenham diminuído o uso de bateria dos aplicativos inativos, alguns apps continuam usando serviços como conexão à internet e GPS, mesmo no plano de fundo.

- Redes wi-fi são menos seguras que 3G/4G - VERDADE: Muitas redes wi-fi são totalmente abertas ou têm segurança insuficiente, o que facilita monitoramentos ou ataques. "Quando nos conectamos pelo 3G ou pelo 4G, estamos usando o canal de comunicação fornecido pelas empresas de telecomunicações, que têm a preocupação de manter a integridade dos dados".

- Macs não pegam vírus - MITO: O sistema da Apple pode ser menos atrativo para cibercriminosos porque tem menos usuários que o Windows, mas também está suscetível a ataques. "Em 2012, cerca de 700mil Macs pelo mundo, 3.500 no Brasil, foram infectados pelo vírus FlashBack".


Até a próxima...